“Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum…” (Atos 2.44)

 

O pecado é a história da divisão, a redenção é a história da união. O pecado fratura as relações entre os seres humanos, o  Evangelho restaura os relacionamentos. O pecado divide famílias e comunidades, o Evangelho aproxima e reconcilia famílias e comunidades. O pecado produz competição, o Evangelho produz cooperação. Em um mundo dividido e no qual as pessoas não conseguem mais ficar juntas, a Igreja tem um chamado muito especial, o chamado para que vivamos juntos, para que permaneçamos juntos, para que sirvamos  juntos.

O que nos torna Igreja e faz com que estejamos juntos é o Evangelho de Jesus Cristo. No relato do livro de Atos dos Apóstolos sobre a Igreja Primitiva, fica claro que estavam juntos aqueles que haviam se arrependido de seus pecados, haviam sido batizados em nome de Jesus, haviam recebido o Espírito Santo. Estamos juntos porque partilhamos a mesma fé em Jesus Cristo e pela boas-novas a nosso respeito. Que boas notícias são essas? Que os nossos pecados são perdoados em Jesus Cristo.

A vida em comunidade é essencial para o nosso testemunho cristão. Escolas de pensamento ético, inclusive aquelas que assumem um ponto de vista ateísta, podem e têm produzido alguns indivíduos de moral elevada e de comportamento ético irrepreensível. Mas tais escolas não produzem vida em comunidade como produz o Evangelho. Viver a dimensão comunitária da fé é uma parte fundamental do testemunho cristão.

Para que estamos juntos? Que faremos juntos? Que serviços prestaremos juntos? Responder tais perguntas é fundamental para se evitar uma visão espiritualizante, que fala em conversão, mas não fala em serviço ao próximo; assim como uma visão comunitarista, que fala da comunhão entre os irmãos, mas não proclama a necessidade de alimentar os famintos, de auxiliar os necessitados.

A Igreja não é um grupo de autoaperfeiçoamento moral ou de entretenimento religioso. A Igreja é uma comunidade que serve aos outros para glória e louvor de Deus. Enquanto Igreja, trabalhamos para que aqueles que tomam uma decisão por Cristo estabeleçam conexões com seus irmãos, recebam formação sólida na Palavra de Deus e sirvam na missão ao lado de outros cristãos. Só assim estaremos juntos para proclamar o amor de Deus com palavras e atitudes, como no livro de Atos: “Todos os que creram estavam juntos…”. 

Neste “Dia da Grande Comunhão”, quero convidar você para que se junte a nós! Se você já é membro desta Igreja, quero motivá-lo(a) a trilhar conosco o caminho de transformação: Decisão, Conexão, Formação e Missão.

…..

Por Rev. Valdinei A. Ferreira

Compartilhar via: